Leitura Estratégica

Especialistas explicam as vantagens de antecipar o Imposto de Renda

Além de ter mais tempo para conferir possíveis erros de informações evitando multa ou até mesmo cair na malha fina, o valor da restituição pode ser usado, por exemplo, para o pagamento de dívidas no cartão de crédito ou cheque especial


Até o dia 30 de abril estará aberto o período para o envio da declaração de Imposto de Renda. Para aqueles que declaram logo no começo do prazo estipulado, há algumas vantagens dentre elas, a de receber a restituição mais cedo. A fila de restituição prioriza os idosos e portadores de doenças graves, mas após esse público receber, obedece a uma ordem de entrega da declaração. Ao todo, são sete lotes de restituição, sendo o primeiro em junho e os demais em meados de cada mês, até dezembro. Ou seja, quem declarar nos primeiros dias pode receber antes o valor da restituição.

O especialista em Educação Financeira da Fundação Sicredi, Everton André Batista Lopes, explica que a antecipação da mais tempo para conferir possíveis erros de informações e fazer a retificação antes do encerramento do prazo. “Deste modo, evitamos o pagamento de multa ou até mesmo cair na malha fina. O valor da restituição também pode ser usado, por exemplo, para o pagamento de dívidas no cartão de crédito ou cheque especial, já que essas duas modalidades têm as maiores taxas de juros do mercado”, explica.

O consultor de negócios da Sicredi Central Brasil Central, Leonan Artiaga Povoa Filho, também ressalta que para antecipar a restituição nos bancos ou utilizar o recurso de antecipação para quitar dívidas, o primeiro passo é não cair na malha fina da Receita Federal. “No Sicredi, por exemplo, possuímos opções para todos os tipos de investidores. Além da poupança e aplicações em fundos, uma maneira interessante de investimento é a Previdência Privada, como PGBL, que permite abatimento de até 12% da renda bruta do contribuinte. Esta é uma maneira de planejar uma renda complementar para a aposentadoria e, em paralelo, obter um benefício fiscal”, avalia.

Confira a seguir as datas para restituição:

Primeiro lote -17 de junho de 2019
Segundo lote – 15 de julho de 2019
Terceiro lote – 15 de agosto de 2019
Quarto lote – 16 de setembro de 2019
Quinto lote – 15 de outubro de 2019
Sexto lote – 18 de novembro de 2019
Sétimo lote – 16 de dezembro de 2019

Especialistas explicam as vantagens de antecipar o Imposto de Renda

Além de ter mais tempo para conferir possíveis erros de informações evitando multa ou até mesmo cair na malha fina, o valor da restituição pode ser usado, por exemplo, para o pagamento de dívidas no cartão de crédito ou cheque especial


Até o dia 30 de abril estará aberto o período para o envio da declaração de Imposto de Renda. Para aqueles que declaram logo no começo do prazo estipulado, há algumas vantagens dentre elas, a de receber a restituição mais cedo. A fila de restituição prioriza os idosos e portadores de doenças graves, mas após esse público receber, obedece a uma ordem de entrega da declaração. Ao todo, são sete lotes de restituição, sendo o primeiro em junho e os demais em meados de cada mês, até dezembro. Ou seja, quem declarar nos primeiros dias pode receber antes o valor da restituição.

O especialista em Educação Financeira da Fundação Sicredi, Everton André Batista Lopes, explica que a antecipação da mais tempo para conferir possíveis erros de informações e fazer a retificação antes do encerramento do prazo. “Deste modo, evitamos o pagamento de multa ou até mesmo cair na malha fina. O valor da restituição também pode ser usado, por exemplo, para o pagamento de dívidas no cartão de crédito ou cheque especial, já que essas duas modalidades têm as maiores taxas de juros do mercado”, explica.

O consultor de negócios da Sicredi Central Brasil Central, Leonan Artiaga Povoa Filho, também ressalta que para antecipar a restituição nos bancos ou utilizar o recurso de antecipação para quitar dívidas, o primeiro passo é não cair na malha fina da Receita Federal. “No Sicredi, por exemplo, possuímos opções para todos os tipos de investidores. Além da poupança e aplicações em fundos, uma maneira interessante de investimento é a Previdência Privada, como PGBL, que permite abatimento de até 12% da renda bruta do contribuinte. Esta é uma maneira de planejar uma renda complementar para a aposentadoria e, em paralelo, obter um benefício fiscal”, avalia.

Confira a seguir as datas para restituição:

Primeiro lote -17 de junho de 2019
Segundo lote – 15 de julho de 2019
Terceiro lote – 15 de agosto de 2019
Quarto lote – 16 de setembro de 2019
Quinto lote – 15 de outubro de 2019
Sexto lote – 18 de novembro de 2019
Sétimo lote – 16 de dezembro de 2019